domingo, 10 de janeiro de 2010

Dinossauros e bicicletas

Quando eu era criança tinha um livro que cheirava bem e era colorido e brilhante, vistoso. Eu lia ele quando minha mãe assistia uma novela que tinha a trilha sonora do Kiko Zambianchi - Primeiros Erros. Era um livro sobre os dinossauros, os seres mais incríveis que Deus não fez.

Lembro que o que mais fascinava era uma página que tinha o esqueleto de um Diplodocus, um simpático, herbívoro, gigante e fantástico dinossauro. Dava pra ver em tamanho real o dinossauro e eu achava muito grande. Falava pra todo mundo: nossa, você já notou como os dinossauros eram grandes? Sim, eles já haviam notado.

Dinossauros são o design perfeito, deviam fazer todos os produtos em formato de dinossauro: prédios em formatos de dinossauro, privadas, bolsas, biscoitos, sapatos, carros, melancias, pães de queijo, tudo. Vamos lembrar quem são os reis deste planeta, vamos honrar sua memória!

E que maldito seja quem mandou uma pedrinha aqui pra matá-los. Estava tudo sob controle - os humanos não iam ter a menor chance e estariam todos mortos, e eu teria nascido dinossauro.

Minha vida seria muito mais legal, ao invés de trabalhar, eu iria morder e correr e grunir. E comer toneladas de comidas chafurdando nelas vivas. E grunir de novo. E morder alguma coisa e quebrar umas árvores aí. Ser boçal com estilo. Quem precisa de inteligência com uma mandíbula do tamanho de um homem crescido?

Ou nascer dinossauro, ou ter um de estimação, no quintal. Eu ia dar filhos da puta pra ele comer. Eu ia mostrar pro meus amigos e avisar pra não pôr a mão que ele morde. Eu ia pôr uma placa no portão: cuidado com o dinossauro. Se eu perdesse ele, colocaria no poste um alerta: "Procura-se dinossauro: réptil comedor de gente. Criança doente.".

Eu morria de medo do papai noel no shopping, mas quando eu sentava lá sempre pedia um dinossauro e "HO HO HO, não prefere uma bicicleta?". Não prefiro uma bicicleta! Não prefiro! Não e não! Será que é tão difícil ganhar um dinossauro?

Estou comprando dinossauros, quem tiver um sobrando entre em contato.

14 comentários:

Jeane disse...

"...os seres mais incríveis que Deus não fez"
Só você! E é mesmo, era louco por dinossauros!
Nossa ficou muito engraçado isso, morri de rir. Se você comprar um, me empresta pra eu jogar filhos da puta também? rs...

Gabriel disse...

KKKK, muito bom! Parabéns pelo texto e pelo humor.

Helen disse...

Adorei esse ideal de vida: "Minha vida seria muito mais legal, ao invés de trabalhar, eu iria morder e correr e grunir. E comer toneladas de comidas chafurdando nelas vivas. E grunir de novo. E morder alguma coisa e quebrar umas árvores aí. Ser boçal com estilo. Quem precisa de inteligência com uma mandíbula do tamanho de um homem crescido?" Sério mesmo, tb queria ter nascido dinossauro!

Richard Mendes disse...

Realmente Muito bom, cara, adorei, tenho uma fascinação meio doentia por dinossauros também, e quando eu era um pouco mais jovem queria me tornar cientista pra tentar concertar a tal "cadeia de DNA contida no sangue dos mosquitos que picavam dinossauros na era mesozoica" segundo Jurassic Park. Me pareceu sempre muito ridiculo que nunca tivessem tentado aquilo afinal me pareceu tão simples no filme...

Jen disse...

estou entrando em contato para dizer que meu dinossauro tem filhotes e se quiser um é fácil, só me arrumar uma maquina do tempo (última geração), e o negócio estará fechado! - As pessoas deveriam se interessar mais por dinossauros!!

Grayce disse...

kkkk! Vc tem uma imaginação super fértil!
Adorei
bjoks

Anônimo disse...

HEUAHAUEHAD

muito bom, ri muito :D

eu tbm daria filhos da puta pra ele comer

haha

Pearl disse...

quando li o título, pensei na imagem de fundo do twitter do PC '-'

Arthur Viana disse...

Cara, muito bom !
Tenho varios bonecos de dinossauros, se quiser te mando um... não é um de carne e osso mais é melhor do que nada. haaha

Mariana disse...

Tbém quero viver como um Dinossauro!

Raquel disse...

você manda muito nos textos...
;)

Robson DT disse...

Eu queria ser um dinossauro, contanto que fosse um herbívoro.
Dêem uma olhada ai no meu blog se quiserem
http://brandaorobson.blogspot.com/

C. Mazoni disse...

Adoro seus textos.
Se conseguir comprar um dinossauro, me manda o contato, eu também quero um. ;)
Continua escrevendo.

Anônimo disse...

Bem, se no futuro o meio abiente for total destruido a ponto de não fazer mais sentido ter leis de preservação ou o controle de animais silvertres (que Horror!), e alguém tiver genes de dinossaudo criogenizado ou mantido por algum meio. Não duvido, que nesse caso, você poderia dar um dinossauro de presente para seu filho ou neto.